4 benefícios do procedimento de escleroterapia com espuma

De acordo com a Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular, 38% dos brasileiros têm varizes, sendo que 50% desses casos têm influência genética. 

Essa situação reforça a necessidade de tratamentos eficazes, como a escleroterapia com espuma.

Saiba o que é esse procedimento e como ele pode ajudar você a se livrar de veias doentes.

O que são varizes e por que é feita a escleroterapia com espuma 

Varizes são veias que perderam as suas funções, como a de levar o sangue dos membros inferiores de volta ao coração. Elas podem ser de 3 tipos:

Telangectasias 

É a fase inicial das varizes. Sem funcionar corretamente, as veias aumentam o seu diâmetro, mas em até 1 mm. Por isso, não são tão aparentes na pele.

Veias reticulares

Nesse tipo de varizes, ela já pode ter um diâmetro de 3 mm.

Veias varicosas

É um grau mais avançado, no qual as veias se sobressaem na pele e comprometem a estética.

Além de todo esse comprometimento da aparência dos membros inferiores, as varizes causam sensação de peso nas pernas, queimação, formigamento, inchaço, pontadas, entre outros incômodos persistentes. 

Diagnóstico das varizes

A observação das varizes já compõe boa parte do diagnóstico, feito pelo médico angiologista. Mas também são feitas perguntas, até mesmo para colher dados sobre o histórico familiar, manobras para investigar a causa da dilatação dos vasos e exames complementares, como o ecodoppler venoso. 

As telangectasias, ou vasinhos, e as veias reticulares são as varizes que mais se beneficiam da escleroterapia — também chamada de secagem de vasinhos.

Neste procedimento, injeta-se um composto esclerosante, isto é, irritante nas veias. Essa irritação faz a veia se fechar e o sangue para de passar por ela, sendo direcionado às veias saudáveis.

O laser vascular Nd-YAG 1064 é outra opção, utilizada, muitas vezes, para as varizes de grau leve a moderado, com excelentes resultados. 

O procedimento é simples: não necessita de anestesia nem de internação do paciente.

Benefícios da escleroterapia com espuma

Além de ser a melhor opção para quem tem varizes do tipo reticular ou telangectasias, a escleroterapia traz como benefícios:

Possibilita retorno rápido à rotina

Por ser um procedimento cômodo e de baixo risco, o paciente não tem contraindicação alguma para as suas atividades de vida diária. Inclusive, ele é até encorajado para caminhar por 30 min todos os dias, de preferência em períodos do dia nos quais a temperatura está mais baixa, como de manhã cedo ou no fim da tarde, para que o calor não dilate as veias. 

Pode ser utilizado em varizes mais graves

Apesar de a escleroterapia com espuma ser o tratamento padrão-ouro para os vasinhos, quem tem veias varicosas e até úlceras pode se beneficiar com uma redução do calibre das varizes. Em idosos que não devem passar por riscos de uma cirurgia, a escleroterapia também resolve o problema ao melhor custo-benefício.

É um tratamento definitivo

Uma vez concluído o tratamento com escleroterapia com espuma, você não precisa refazê-lo — a não ser que você tenha herdado as varizes ou continue com hábitos que prejudicam a circulação, como trabalhar muitas horas em pé.

Tem baixos riscos

Após a aplicação, basta ter cuidados básicos nos primeiros dias, como evitar expor a pele ao sol (há um pequeno risco de causar manchas) e usar meias elásticas.

A escleroterapia com espuma é um tratamento simples, mas que devolve a qualidade de vida das pessoas que convivem com as varizes.

Gostou do conteúdo? Conheça melhor esse tratamento, agende a sua consulta conosco!

Responsável técnico: Dra. Paula Chicralla (RQE 15402)

Imagem: racool_studio / freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clínica Paula Chicralla

Av. das Américas, 3500, Bloco 6, Loja C,
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ, 22640-102.

  • Estacionamento valet disponível.
  • Acessibilidade para cadeirantes.
Traçar rota até a clínica