Sinal de Câncer de Pele é detectável pelo Mapeamento Corporal?

Ter sinais pelo corpo é um traço físico pessoal que pode preocupar algumas pessoas, pela possibilidade de sinal de câncer de pele. De fato, toda pinta nova ou surgimento de mudanças em algum sinal já existente (aumento de tamanho, alteração de cor, irregularidade ou perda do contorno e sangramento) justifica a procura por um especialista.

Existem alguns tipos de câncer de pele, sendo os do grupo não-melanoma os mais comuns — os quais possuem altas taxas de cura, quando diagnosticados precocemente. Já os melanomas, tipo agressivo que se desenvolve a partir das células produtoras de melanina, têm preferência por mulheres de menos de 30 anos de idade.

Apesar disso, as tecnologias para prevenção de câncer de pele estão mais avançadas do que nunca. Neste artigo, você vai conhecer uma delas: o Mapeamento Corporal Total. Acompanhe! 

A importância de investigar a existência de sinal de câncer de pele

O melanoma pode se originar tanto da pele normal quanto de uma lesão pigmentada preexistente. Na pele normal, o sinal de câncer de pele aparece como uma mancha escura de contorno irregular, além de gerar coceira e descamação. Em relação à lesão preexistente, ela aumenta de tamanho, muda de cor e também de forma, tornando-se assimétrica.

Assim, tendo as manchas, ou não, é importante investigar qualquer sinal de câncer de pele, até porque o diagnóstico precoce aumenta consideravelmente as chances de sucesso do tratamento.

A propósito, em um estudo de 2012, do Journal of the American Academy of Dermatology, foi identificado que 1 a cada 400 pacientes que se consultam com um dermatologista, potencialmente, tem um melanoma na área que não era a queixa principal da consulta.¹

Como escapar do câncer de pele

As principais medidas preventivas para o câncer de pele são:

  • Utilizar protetor solar, retocá-lo de 3 em 3 horas e, se possível, utilizar itens que também protegem como chapéus, óculos escuros e roupas que cubram mais a pele;
  • Respeitar os horários ao sair de casa — evitar o intervalo de 10 às 16h;
  • Ao caminhar pela rua, dar preferência pela sombra;
  • Caso tenha filhos, acostumá-lo desde cedo ao uso do protetor solar e a essas outras práticas de prevenção;

Contudo, mesmo com essa rotina de cuidado é possível que você note:

  • Alterações que nunca havia visto antes;
  • Mudanças suspeitas em manchas de nascença;
  • Ferida que, há duas semanas, não cicatriza de maneira alguma;
  • Coceira ou formigamento em alguma mancha de nascença;
  • Praticar o ABCDE clínico, que é verificar Assimetria, Bordas, Cor, Diâmetro maior de 6 mm e Evolução das manchas do corpo.

Mapeamento Corporal Total: como funciona

O Mapeamento Corporal Total se trata de uma fotografia digital do corpo do paciente em diferentes posições. Quando associado à dermatoscopia digital (uso de uma lupa para o rastreamento das manchas), como o que se propõe com o FotoFinder, pratica-se uma das melhores avaliações de lesões de pele da atualidade.  

O aparelho, guiado por um médico, é composto por uma câmera e por um microscópio. Então, em vez das pintas serem analisadas em tempo real, como na dermatoscopia, sob o risco de passarem despercebidas aos olhos do profissional, o Mapeamento Corporal registra todas as imagens para serem analisadas por quantas vezes forem necessárias. 

As principais indicações para este exame são:

  • Indivíduos com > 50 manchas e que, além da ameaça de sinal de câncer de pele, também possuem outros riscos para melanoma, como ter a pele clara;
  • Portadores de genes que predisponham ao melanoma.

Procurando um serviço que realize o Mapeamento Corporal para se prevenir e cuidar da saúde? Entre em contato, ficaremos satisfeitos em atender você! 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clínica Paula Chicralla

Av. das Américas, 3500, Bloco 6, Loja C,
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ, 22640-102.

  • Estacionamento valet disponível.
  • Acessibilidade para cadeirantes.
Traçar rota até a clínica