Quais os principais tratamentos capilares masculinos?

A queda de cabelo, queixa de mais de 50% dos homens acima de 50 anos, é a principal justificativa dos tratamentos capilares masculinos.

Os primeiros sinais que indicam aos homens a necessidade de cuidar dos cabelos surgem entre os seus 17 e 23 anos de idade. As falhas aparecem perto da testa e, depois, é a vez da “clareira”, um espaço no topo da cabeça. 

Se você quer saber como combater esse problema por meio dos tratamentos capilares, não deixe de ler este artigo completo!

Tratamentos capilares masculinos: por que fazer? 

A aparência dos cabelos impacta a vida das pessoas desde a história antiga. Até a classe social dos homens — escravo, guerreiro, sacerdote e rei — se distinguia também com o formato dos fios. 

Em determinadas civilizações daquela época, o cabelo era um símbolo de poder, enquanto em outras era considerado um símbolo de sabedoria. 

Isso impacta no nosso inconsciente coletivo até hoje. Os cabelos continuam comunicando: nível de cuidado pessoal, elegância, estado de saúde, entre outras características.

Mas há um inimigo comum, ao longo de todo esse tempo: a queda de cabelo, ou alopecia, sobretudo a que tem influência genética.

Mais especificamente: todos os homens produzem uma substância chamada 5 alfa-redutase do tipo 2, que metaboliza a testosterona em dihidrotestosterona (DHT), que faz os fios caírem e afinarem. 

Por razões genéticas, alguns homens produzem mais dessa substância, que é uma enzima, e convertem maior quantidade de DHT, sofrendo, assim, de calvície. 

Se você já acompanha o nosso blog, já sabe que existem tratamentos clínicos medicamentosos para diminuir a progressão da alopecia e a aplicação de  tecnologias a laser para estímulo do crescimento e entrega de medicações diretamente no bulbo capilar.

Quais são as principais opções para a calvície masculina?

Ao consultar um dermatologista, o profissional investigará outros fatores relacionados à alopecia, como falta de vitaminas, efeitos colaterais de medicamentos de uso contínuo, dermatites do couro cabeludo, distúrbios hormonais, estresse, danos externos ao cabelo e fatores ambientais para excluir outras causas de queda. 

Após a avaliação completa, podem ser indicadas as seguintes terapias:

Tratamento medicamentoso

O tratamento padrão é realizado com dois medicamentos: Finasterida e Minoxidil. O primeiro controla a conversão da testosterona em DHT. Já o Minoxidil, aumenta o calibre dos vasos sanguíneos para estimular o crescimento.

Ambas  as drogas têm eficácia comprovada por sólidas pesquisas científicas, porém necessitam de uso contínuo. 

Tratamento antiqueda com laser

Os tratamentos com laser ou luz de LED funcionam com base na fotomodulação: processo que aumenta o metabolismo das células por meio de fontes de energia de baixa potência.

Aqui na Clínica Paula Chicralla, após a limpeza profunda do couro cabeludo, é feita a reposição de multivitaminas em conjunto com o laser de baixa intensidade e o LED (laser diodo). 

Outro método aplicado aqui é a associação do laser Fotona com medicamentos (como o Minoxidil), seguindo o princípio do Drug Delivery, que faz uso de microlesões indolores na pele para entregar o ativo diretamente no couro cabeludo.

Microinfusão de medicamentos (MMP) na couro cabeludo 

Nesta opção, injetamos o medicamento no couro cabeludo por meio de uma técnica de Microagulhamento chamada MMP. 

Transplante capilar 

Para casos que não respondem aos medicamentos, nem mesmo associados às tecnologias, pode ser feita a retirada de fios da nuca, ou até da barba, para cobrir as falhas.

Se o paciente não tiver mais cabelo natural para utilizar para o transplante, pode ser indicado o implante de cabelo artificial, idêntico ao natural. 

Dessa maneira, há tratamentos capilares masculinos para todos os casos: queda de cabelo leve, grave para quem ainda tem cabelo e para quem está totalmente calvo. Basta encontrar uma clínica que disponha de bons profissionais e de tecnologias adequadas para cada caso.

Agora que você conhece tantas possibilidades, entre em contato e converse com um de nossos especialistas!

Responsável técnico: Dra. Paula Chicralla (RQE 15402)

Imagem: freepik

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Clínica Paula Chicralla

Av. das Américas, 3500, Bloco 6, Loja C,
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro - RJ, 22640-102.

  • Estacionamento valet disponível.
  • Acessibilidade para cadeirantes.
Traçar rota até a clínica